Platinuss exibe extravagâncias de Spyker, Koenigsegg, Pagani e o nacional Vorax

Se Ferrari, Maserati e Lamborghini formassem a Hollywood automotiva e seus carros fossem como astros consagrados, admirados por todos, infinitamente distantes do “mundo real”, mas ainda assim discretos – a importadora Platinuss agregaria em seu espaço no Salão do Automóvel celebridades de revista, daquelas que só aparecem na rua com perucas falsas, dão chilique a todo instante, mas adoram exibir um sorriso quando as câmeras aparecem e apregoar ao mundo o quanto valem.

Eugênio Augusto Brito/UOL

Com um batalhão de jornalistas de texto, foto e imagem posicionados em frente ao estande, quatro supermáquinas foram finalmente descobertas: o sueco Koenigsegg CCXR, o holandês Spyker C8 Aileron, o italiano Pagani Zonda R e o Vorax (pronuncia-se “vôrax”), superesportivo que está sendo desenvolvido e montado no Brasil.

Em comum, além dos milhares de cavalos de potência somados, há a exclusividade (os modelos expostos são exemplares únicos no país) e o altíssimo valor de compra.

alt
Spyker C8 Aileron: motor de Audi, inspiração em aviões e preço de até R$ 1,2 milhão

Com motor de 8 cilindros em V de 4,7 litros, biturbo, capaz de gerar 1.100 cavalos quando abastecido com etanol (a potência cai a 806 cavalos com gasolina de 98 octanas no tanque), o Koenigsegg CCXR E100 pode chegar aos 415 km/h, cumprindo o 0-100 km/h em quase instantâneos 2,8 s.

Com tal marca, alardeia-se sua pole-position na disputa de mais velozes do mundo. Dotado de câmbio sequencial de seis marchas, tração traseira, carroceria em fibra de carbono e estrutura em fibra de carbono e alumínio, 1.280 kg distribuídos em 4,29 metros de comprimento, é cotado em R$ 6 milhões pela importadora.

O C8 Aileron, da Spyker, é a versão de chassis longo (são 4,61 m de comprimento com 2,72 m de entre-eixos) do C8 Laviolette, que chegou ao país no último ano. O padrão é o mesmo: acabamento meticuloso, inspirado em hélices e turbinas e pontuado por objetos de grife, como os mostradores feitos pela suíça ChronoSuisse.

O próprio nome é alusivo à aviação — aileron é um componente responsável pelo movimento de rolagem de aeronaves. Para “voar” a mais de 300 km/h, usa o motor de 4,1 litros V8 da Audi, com mais de 400 cavalos de potência e torque de quase 49 kgfm. O preço também é bastante alto: vai de R$ 990 mil a R$ 1,2 milhão, de acordo com os itens de acabamento escolhidos.

Da Pagani, temos a versão de corrida do Zonda, o Zonda R. Vamos logo ao preço: são R$ 10 milhões (sim, você não leu errado) caso você pretenda ter um “racing car” na garagem de casa, devido aos impostos. Se decidir manter o carro no exterior (e puder arcar com isso), o preço original fica em 1,7 milhão de euros.

Mas não se engane: o carro está homologado apenas para pistas e é totalmente despojado de janelas, acertos de banco e outros luxos; o acabamento é espartano, mas a fibra de carbono domina a carroceria. Única unidade disponível para o Brasil (apenas dez unidades foram fabricadas), exibe a inscrição “7 de 10″ em sua carroceria e, à porta, o recorde obtido no circuito de Nürburgring: 6min47s.

O motor é AMG Mercedes Benz de 48 válvulas e 12 cilindros aspirado, com 750 cv domados por transmissão longitudinal e caixa de câmbio em magnésio de seis marchas. A tração traseira conta com antitravamento automático. E, com tudo isso somado, temos velocidade final acima dos 360 km/h e um tempo de 2,7 segundos para sair da imobilidade e alcançar os 100 km/h.

alt
O protótipo nacional Vorax, que deve virar carro por volta de 2012: até 750 cv de potência

Por fim, há o ainda protótipo Rossin-Bertin Vorax, que resulta de R$ 30 milhões de investimento inicial e cinco anos de desenvolvimento, mas que ainda deve consumir um ano de trabalho antes de ganhar as ruas e pistas: com a conclusão da fábrica em Santa Catarina, ao fim de 2011, cerca de 50 unidades devem começar a ser construídas, podendo chegar a 300 ao ano a partir de 2016.

Concebido por Fharys Rossin, ex-funcionário da General Motors do Brasil, o Vorax tem cara de poucos amigos, mas com estilo que passa sensação intensa de movimento. Seu motor é um 5,0 l V10 de 570 cv, mas que pode chegar a 750 cv na versão Supercharger, com máxima indo de 330 km/h a 372 km/h em cada um dos casos.

A carroceria de fibra de carbono e chassi spaceframe de alumínio se estende por 4,72 metros de comprimento, 1,95 m de largura e apenas 1,27 m de altura. O preço estimado, neste momento, é de R$ 700 mil

Anúncios

O que achou do carro? :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s